Quinta-feira, 30 de junho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Expointer Pavilhão do Artesanato Gaúcho conta com diversos produtos na 42° Expointer

Compartilhe esta notícia:

(foto: Caroline Biccochi/ O Sul)

O Pavilhão do Artesanato Gaúcho é umas das atrações do Parque Assis Brasil, na Expointer, em Esteio. No espaço você encontra cuias, bancos e tapetes em couro, preparos para cavalos, facas, pelego, entre outros itens. O pavilhão está com 118 estandes e já contabilizou mais de R$500 mil em vendas este ano. Ao todo, são 184 expositores vindos de 52 municípios. A Expointer termina neste domingo (1º).

Juliana Bugs veio de Portão, município do Rio Grande do Sul e trouxe artesanato campeiro feito com ferraduras de cavalos. Os materiais de Juliana são todos feitos com ferraduras. Ela trouxe para expor na feira mesas, cadeiras, poltronas, adegas de vinho, porta térmica, cabideiro, paneleiro, entre outros. De acordo com Juliana, uma mesa leva dois dias para ficar pronta. A cadeira precisa apenas de um dia.

O processo dos produtos consiste em pegar ferraduras usadas, fazer a limpeza e secá-las. Depois é feita toda a limpeza dos furinhos das ferraduras. Depois, vem o processo da montagem. Soldar e limpar novamente. Após isso, vem a pintura dos furinhos com pinceis e o término da pintura com jato. Essa é a terceira vez que Juliana participa da Expointer. O trabalho é todo feito por ela e pelo esposo, Fábio Moura.

 

Na banca do Maico Paim de Taquara do Sul, os visitantes vão encontrar todo trabalho feito com couro cru. Ele trouxe para vender na 42ª Expointer carteiras, cintos, rédeas de cabeçada, chaveiro, preparo completo para cavalo, entre outros. Esta é a segunda vez dele no pavilhão. Segundo Paim, as vendas estão sendo muito boas, mas em relação ao ano passado, diminuíram um pouco. Os preparos, utensílio para usar no cavalo vão de R$600 a R$4.500.

(foto: Caroline Biccochi/ O Sul)

Uma boa lembrança para levar da feira, são os animais feitos em cerâmica. Daniel Ubal Madero trouxe vários animais do campo aqui do estado, em miniatura de Santana do Livramento. Madero vem há 26 anos na Expointer. De acordo com ele, as vendas são sempre positivas. “Quando meu pai chegou aqui, ele trouxe um material não vinculado ao campo e depois que observou em torno os cavalos, a tradição, ele resolveu trazer materiais voltados para esse meio rural”, contou ele. “Desde então, sempre os negócios são positivos”, completou. Toda a família de Madero é envolvida com o trabalho em cerâmica.

Entenda como são feitos os bichinhos: primeiro, vem o trabalho em cima de imagens, revistas, fotos.  Após, a argila é moldada e levada ao forno em uma temperatura de 1.050° a 1.100° graus. Quando a argila vira cerâmica, vem a parte da pintura e finalização dos detalhes. Madero e sua família fornecem os objetos para premiações, comerciantes, estabelecimentos e feiras.

(foto: Caroline Biccochi/ O Sul)

Outro objeto que dá para levar para casa são as esculturas feitas com arames. Jairo Teixeira trouxe seu trabalho de Porto Alegre. Ele expõe há 15 anos na feora. Além disso, seus produtos podem ser encontrados no Brique da Redenção. “Eu tento buscar tanto figuras típicas regionais, como algo que remeta as clássicas como a literatura, embora o trabalho aqui na Expointer seja bem típico regional, eu tento pregar isso. Mas trouxe coisas mais contemporâneas”, afirmou. A novidade de 2019 é a figura da gauchinha fazendo carinho na cabeça do cavalo. Conforme Teixeira as vendas estão boas, dentro de uma média que vem de dois há três anos: “aqui sempre se vende bem”. Ele comentou que pretende voltar no ano que vem. O preço dos produtos variam de R$15 a R$150 reais. São vendidas em média de 20 a 25 peças por dia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Expointer

Incêndio deixa cerca de 15 mil animais mortos em aviário em Farroupilha
Conheça vencedores da prova dos seis tambores realizada com cavalos árabes
Deixe seu comentário
Pode te interessar