Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Tecnologia A Apple anuncia uma nova versão mais barata do relógio smart; conheça

Compartilhe esta notícia:

watchOS 7 traz melhorias no monitoramento de sono. (Foto: Reprodução/Apple)

Uma versão mais barata do Apple Watch se torna realidade nesta terça-feira com a chegada do Apple Watch SE. O relógio foi apresentado pela Apple durante um evento online nesta terça-feira (15) e será vendido no Brasil pelo preço sugerido de R$ 3.799. Também foi revelado o Apple Watch Series 6 por cifras que partem de R$ 5.299, agora com oxímetro para medir o nível de oxigenação do sangue.

A empresa divulgou o fim do adaptador de tomada incluso na caixa dos novos smartwatches. Consumidores terão de comprá-lo à parte. Ainda não se sabe quando os novos aparelhos vão desembarcar no mercado brasileiro. No entanto, a Apple não costuma mais levar meses para trazer os lançamentos ao território nacional. Também foram anunciados o iPad (8ª Geração) e o iPad Air (4ª Geração).

Apple Watch SE por R$ 3.799

Tal qual ocorre com o iPhone SE, o novo Apple Watch SE aposta em hardware atual, porém com visual de aparelho antigo. O relógio inteligente repete o mesmo formato do Apple Watch 3, modelo de setembro de 2017. A empresa aposta num produto mais acessível para ganhar ainda mais participação num mercado que já domina, uma vez que o Apple Watch foi o smartwatch líder em receita no primeiro semestre deste ano.

O Apple Watch SE usa o chip S5, que a empresa promete ser duas vezes mais rápido que o processador do Apple Watch 3. O relógio mais em conta também apresenta detecção de queda grave e medição de batimentos cardíacos. No entanto, não apresenta o sensor para medir o nível de oxigênio no sangue.

A Apple apresentou ainda uma nova pulseira com acabamento em silicone intitulada de loop. O acessório se junta aos modelos de metal e cerâmica.

Veja os preços no Brasil: GPS – a partir de R$ 3.799; GPS + Rede Celular – a partir de R$ 4.399.

Os preços variam conforme as opções escolhidas pelo usuário. Modelos com a pulseira loop e versões de 44 mm podem custar até R$ 4.749.

Apple Watch 6 por R$ 5.299

A sexta geração do Apple Watch traz a inédita cor azul e vermelho (Product Red). O relógio também conta com um modelo em acabamento dourado. A Nike, empresa de material esportivo, também manteve a parceria com a Apple para criar versões especiais da linha de relógios inteligentes.

O sucessor do Apple Watch 5 inclui na ficha técnica o oxímetro para fazer a medição de oxigênio no sangue, recurso que pode ser útil ao realizar atividades físicas e para usuários portadores de asma. No entanto, a ferramenta não tem eficiência comprovada para identificar casos de Covid-19, apesar de estudos em andamento que testam o recurso.

O Apple Watch 6 também ganha uma função de detectar elevações – o altímetro. Agora o relógio consegue registrar quando o usuário sobe escadas ou se está em alturas acima do nível do mar, por exemplo.

Outras especificações importantes que já estavam presentes no modelo anterior foram mantidas. O novo relógio traz o eletrocardiograma, ferramenta para registrar os batimentos cardíacos diretamente no pulso dos usuários que ficou conhecida por identificar doenças e salvar vidas ao redor do mundo. A função foi liberada recentemente no Brasil e já pode ser usada pelos brasileiros.

A detecção de queda grave também marca presença no Apple Watch 6. A função identifica se o usuário caiu de uma altura considerável e exibe um alerta para perguntar ao dono do relógio se está tudo bem. Caso não haja respostas, o dispositivo aciona a emergência e informa a localização aos socorristas. O recurso fica ativado de forma nativa para pessoas de mais de 65 anos, mas usuários que não estão nesta faixa etária podem ligá-lo nas configurações.

Veja preços no Brasil: GPS – R$ 5.299; GPS + Rede Celular – R$ 6.499.

Assim como no Apple Watch SE, os valores variam conforme os modelos escolhidos.

watchOS 7

Os relógios chegam junto com o watchOS 7, nova versão do sistema para relógios inteligentes da empresa que tinha sido anunciado na WWDC realizada em junho deste ano. Os dispositivos ganharam melhorias no monitoramento de sono e agora permitem que os usuários configurem uma rotina para dormir, além de possibilitar o uso de aplicativos para ajudar no descanso.

O software também trouxe novos mostradores e um modo de dança no aplicativo Fitness. Além disso, o relógio usa inteligência artificial para detectar quando o usuário está lavando as mãos e mostra um cronômetro para informar o usuário o tempo necessário para fazer a limpeza. A função chega em boa hora, já que na pandemia do novo coronavírus a recomendação é higienizar as mãos com frequência.

A gigante da tecnologia apresentou também o programa Apple Fitness Plus. O serviço pago recomenda exercícios e é focado tanto para usuários iniciantes quanto para pessoas mais acostumadas com atividades físicas. O relógio ganhou ainda uma configuração voltada para famílias. Agora é possível que pais consigam rastrear a localização dos filhos e também há um modo para evitar distrações das crianças.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

O Google lança uma função que promete bloquear chamadas chatas
Saiba como ocultar os status “online” e “digitando” do WhatsApp
Deixe seu comentário
Pode te interessar