Sábado, 26 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Partly Cloudy / Wind

Rio Grande do Sul Bolsonaro nomeia Carlos Bulhões para a reitoria da UFRGS. O professor ficou em terceiro lugar na eleição acadêmica

Compartilhe esta notícia:

O DCE da UFRGS convocou um protesto contra a nomeação de Bulhões

Foto: Ramon Moser/Arquivo/UFRGS
O DCE da UFRGS convocou um protesto contra a nomeação de Bulhões. (Foto: Ramon Moser/Arquivo/UFRGS)

O presidente Jair Bolsonaro nomeou, nesta quarta-feira (16), o professor Carlos André Bulhões Mendes como reitor da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

O mandato, que será de quatro anos, começará em 21 de setembro, segundo decreto assinado por Bolsonaro e publicado no Diário Oficial da União.

A nomeação causou descontentamento na comunidade acadêmica por Bulhões não ter sido o mais votado na eleição, que ocorreu de forma virtual devido à pandemia de coronavírus. No entanto, a escolha do presidente, que analisou a lista de candidatos ao cargo, não é ilegal.

Os atuais reitor e vice-reitora da universidade, Rui Oppermann e Jane Tutikian, venceram o pleito. Em segundo lugar, ficou a chapa de Karla Maria Müller e Cláudia Wasserman. Já Bulhões e Patrícia Helena Lucas Pranke ficaram na terceira posição na consulta.

O DCE (Diretório Central dos Estudantes) da UFRGS convocou um protesto contra a nomeação para esta quinta-feira (17), às 13h, em frente à reitoria, em Porto Alegre.

“Não aceitamos a movimentação da extrema direita que nomeou Bulhões à reitoria da UFRGS! Vamos proteger nossa universidade da intervenção bolsonarista!”, afirmou o DCE nas redes sociais.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Presidente do Tribunal Superior do Trabalho testa positivo para Covid-19
INSS faz vistorias em agências para retomar as perícias médicas
Deixe seu comentário
Pode te interessar