Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Rio Grande do Sul Com novas pancadas de chuva, rios voltam a entrar em elevação no Rio Grande do Sul

Compartilhe esta notícia:

Já os níveis no Delta do Jacuí e do Guaíba apresentaram um pequeno declínio nas últimas horas

Foto: Joel Vargas/PMPA
Já os níveis no Delta do Jacuí e do Guaíba apresentaram um pequeno declínio nas últimas horas. (Foto: Joel Vargas/PMPA)

Após uma semana em que o Rio Grande do Sul registrou um ciclone extratropical, com chuva forte em várias regiões do Estado, o fim de semana voltou a ser de pancadas de chuva em diferentes pontos. Com o acumulado das últimas horas, rios monitorados pela Sala de Situação da Sema (Secretaria Estadual do Meio Ambiente) voltaram a entrar em elevação.

O relatório finalizado neste domingo (12) aponta que córregos, arroios e rios de menor ordem hidrológica estão novamente com o nível subindo. Mais de 6,4 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas devido às cheias no Estado.

Nas estações monitoradas, a elevação mais significativa foi registrada no Rio das Antas, na estação Linha José Júlio, e deve se refletir no Rio Taquari, que já apresentou pequena elevação na estação Muçum e deve seguir subindo ao longo do dia.

Os Rios Caí (estação Barca do Caí) e Gravataí (estação Passo das Canoas) também apresentaram pequena elevação nas últimas horas, e devem seguir em um crescente ao longo do dia. O Rio do Sinos segue em elevação em São Leopoldo e praticamente estável em Campo Bom – neste último ponto, porém, o nível deve subir nas próximas horas.

Já os níveis no Delta do Jacuí e do Guaíba apresentaram um pequeno declínio nas últimas horas. A situação, no entanto, ainda é de alerta, já que recebem águas do Jacuí, Taquari, Pardo, Caí, Sinos e Gravataí – todos com vazões bem acima do normal devido às cheias.

Segundo o relatório, a bacia do Ijuí foi a que recebeu os maiores volumes de água nas últimas 24 horas: de 20 mm a 90 mm. Os principais rios nesta bacia seguem em elevação em praticamente todas as estações monitoradas. Já o Rio Uruguai já está baixando em São Borja, mas segue subindo em Uruguaiana e em Itaqui.

A Sala de Situação da Sema mantém a condição de alerta indicada para as bacias Ijuí, Pardo, Taquari-Antas, Caí, Sinos, Gravataí, Baixo Jacuí, Lago Guaíba e para o rio Uruguai, sobretudo no médio e baixo Uruguai.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Bolsonaro usa redes sociais para destacar ações em prol do meio ambiente
França anuncia testes para detectar o coronavírus em passageiros de empresas aéreas
Deixe seu comentário
Pode te interessar