Quinta-feira, 30 de junho de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Tecnologia Twitter vai pagar 150 milhões de dólares por uso indevido de dados de usuários

Compartilhe esta notícia:

Entre 2013 e 2019, plataforma expôs telefone e e-mail de usuários de telefone a anunciante.(Foto: Reprodução)

O Twitter concordou em pagar US$ 150 milhões ao governo dos Estados Unidos para encerrar um processo pelo uso não consentido dos dados de usuários da plataforma, informou a agência de notícias Reuters.

A violação da privacidade incluiu o compartilhamento do número de telefone de usuários com anunciantes, embora o Twitter tenha garantido que essas informações eram obtidas por razões de segurança. O episódio aconteceu entre maio de 2013 e setembro de 2019.

“Enquanto o Twitter dizia que coletava endereços de telefone e de celular para proteger suas contas, a plataforma falhou em especificar que também usou os contatos dos usuários para ajudar anunciantes a atingir o público”, afirmou o texto do processo.

Para não prolongar mais o caso na Justiça americana, o Twitter decidiu entrar em acordo com a FTC, autoridade federal de comércio dos Estados Unidos. Além de desembolsar US$ 150 milhões, a plataforma concordou em melhorar suas práticas de compliance.

O chefe de privacidade do Twitter, Damien Kieran, afirmou em nota que, com o acordo com a FTC, “nós alinhamos as atualizações operacionais e os programas de melhorias” para proteger os usuários.

Elon Musk

Investidores do Twitter foram à Justiça para processar Elon Musk, fundador da montadora de carros elétricos Tesla e que, em abril, fechou um acordo para comprar a rede social de mensagens curtas por US$ 44 bilhões.

Segundo o processo, o bilionário é acusado de manipular negativamente o preço das ações da plataforma antes de anunciar o interesse na aquisição. Os investidores atestaram que o bilionário “economizou” cerca de US$ 156 milhões ao omitir, até 14 de março, a informação de que havia comprado 5% do Twitter. A ação é coletiva e os investidores pedem uma quantia não especificada por danos punitivos e compensatórios.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Irmã acusa Meghan Markle de “violência contra idoso” por não visitar pai que sofreu AVC
Voo internacional mais curto do mundo dura só 8 minutos. Descubra o destino
Deixe seu comentário
Pode te interessar