Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Partly Cloudy

Futebol Em seu segundo tropeço consecutivo no Brasileirão, o Inter perdeu de 1 a 0 para o Fortaleza e não é mais o líder do campeonato

Compartilhe esta notícia:

Colorado tem pela frente o segundo Grenal da Libertadores, nesta quarta-feira. (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Jogando fora de casa na noite deste sábado (19), o Inter foi derrotado em 1 a 0 pelo Fortaleza-CE, em partida válida pela décima-primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O placar marcou não apenas o segundo tropeço consecutivo do time de Eduardo Coudet no torneio, como também a perda da liderança para o Atlético-MG, que chegou a 22 pontos (um a mais que o Colorado) ao vencer por 4 a 3 o Atlético-GO.

O próximo compromisso do clube gaúcho no Brasileirão está marcado para a noite do próximo sábado (26), no estádio Beira-Rio, contra o São Paulo. Antes, receberá o Grêmio pela Copa Libertadores da América – o duelo está marcado para esta quarta-feira (23). Em março, primeiro Grenal da competição em 2020 terminou empatada em 0 a 0 e com várias expulsões de lado a lado.

A partida

O Inter começou o jogo no estádio Castelão apertando a saída de bola dos donos da casa, com intensa movimentação na linha de frente. No flanco direito, a defesa adversária era ameaçada pelo lateral Saravia, o volante Edenílson e o atacante Leandro Fernández, responsável por uma ótima chance de gol aos 23 minutos.

Pouco depois, o volante Patrick deixou o campo lesionado. Em seu lugar entrou Nonato, deslocando Johnny para o corredor esquerdo. Fernández passou a ocupar a faixa esquerda do campo e por ali também criou mais uma boa oportunidade de abrir o placar, desperdiçada pelo centroavante Leo Ferreira.

Os anfitriões seguiam fieis à proposta de jogo do técnico Rogério Ceni. Recusando-se a quebrar bolas no campo de defesa, o time segurava a pressão colorada, apostando em saídas velozes que pudessem escapar dos atacantes colorados para criar situações de mano-a-mano protagonizadas por Osvaldo, Romarinho e David. O lateral-direito Marlon também fazia rápidos avanços, mas o o primeiro tempo terminou em 0 a 0.

Já a etapa complementar foi marcada por lances polêmicos. Aos 4 minutos, o juiz Marielson Alves Silva não viu motivo para marcação de pênalti em uma jogada envolvendo o zagueiro Paulão (ex-Dupla Grenal) sobre o volante colorado Musto. Aos 25 minutos, o Inter reclamaria outra falta não assinalada dentro da área, sobre Leandro Fernández.

Com o reforço da experiência do meia D’Alessandro (em seu jogo nº499 com a camisa alvirubra), o Inter criava oportunidades, mas quem abriu o placar foi o Fortaleza: aos 20 minutos, Felipe aproveitou a sobra de um corte mal feito por Nonato e mandou uma bomba para o fundo da rede de Marcelo Lomba.

Aos 40 minutos, o time nordestino marcaria um segundo gol, mas após consulta ao VAR, o juiz anulou, por impedimento na jogada.

Ficha técnica

Sob o comando de Rogério Ceni, o Fortaleza escalou Felipe Alves, Marlon, Quintero (Jackson), Paulão, Carlinhos, Juninho, Felipe, David (Fragapane), Romarinho (Tiago Oboró), Wellington Paulista (Ronald) e Osvaldo (Yuri César). Reservas: Max Walef, Roger Carvalho, Bruno Melo, Derley, Mariano Vázquez, Luiz Henrique e Éderson.

Já o Inter, sob o comando de Eduardo Coudet, o Inter colocou em campo Marcelo Lomba, Saravia, Rodrigo Moledo, Zé Gabriel, Moisés, Musto, Patrick (Nonato/Rodrigo Lindoso), Edenílson, Johnny (D’Alessandro), Leandro Fernández (Boschilia) e Leo Ferreira (Abel Hernández). Reservas: Danilo Fernandes, Keiller, Heitor, Rodinei, Pedro Henrique, Lucas Ribeiro e Uendel.

Trio de arbitragem: Marielson Alves da Silva, auxiliado pelos assistentes Alessandro Matos, Jucimar dos Santos Dias e Luciano da Silva Miranda.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Futebol

O Grêmio recebe o Palmeiras neste domingo, pela décima-primeira rodada do Campeonato Brasileiro
O governo gaúcho já trabalha em uma proposta alternativa de reforma tributária
Deixe seu comentário
Pode te interessar