Segunda-feira, 06 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Cloudy

Rio Grande do Sul Instituto Rio Grandense do Arroz começa a atender em novo endereço em Porto Alegre

Compartilhe esta notícia:

Prédio na avenida Farrapos teve a fachada grafitada na temática orizícola pelo artista Jackson Brum

Foto: Sérgio Pereira/Irga
Prédio na avenida Farrapos teve a fachada grafitada na temática orizícola pelo artista Jackson Brum. (Foto: Sérgio Pereira/Irga)

A sede administrativa do Irga (Instituto Rio Grandense do Arroz) está atendendo em novo endereço a partir desta segunda-feira (10). O prédio localiza-se na avenida Farrapos, 3.999, no bairro Navegantes, em Porto Alegre. A mudança ocorre no ano em que o instituto completa 80 anos.

No novo prédio da autarquia, funcionava o Arquivo Judicial Centralizado do TJ-RS (Tribunal de Justiça do Estado). O TJ-RS precisava de um espaço maior para o seu arquivo, e o Irga procurava um novo prédio para transferir a sede administrativa. Com a permuta firmada entre os dois órgãos públicos, o TJ-RS dobrou o seu espaço físico para abrigar a sua documentação, e o Irga encontrou um local adequado para a sua sede, segundo o governo do Estado.

A nova sede da autarquia tem cerca de 6 mil metros quadrados e foi totalmente reformada e mobiliada pelo tribunal, conforme a permuta. O custo para o Executivo estadual com a troca foi zero. O Irga estava localizado na avenida Missões, no bairro São Geraldo, desde 1992.

O diretor administrativo do Irga, João Alberto Antônio, afirmou que a mudança vai beneficiar principalmente os servidores da instituição e também os conselheiros e produtores orizícolas. “Saímos de um prédio precário e viemos para uma sede sem custos para o Executivo estadual. Nestes 80 anos da autarquia, essa é a primeira vez que temos uma sede própria na Capital”, disse.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Ministro Luiz Fux quer votar a criação do juiz das garantias no plenário do Supremo antes de assumir a presidência da Corte
Estações rodoviárias de municípios gaúchos são concedidas à iniciativa privada
Deixe seu comentário
Pode te interessar