Sábado, 12 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Inter Os erros que o Inter deve corrigir para a semana decisiva

Compartilhe esta notícia:

O Inter perdeu o Grenal 431 e nesta semana decide a vida na Libertadores e tem novo confronto marcado contra o Grêmio

Foto: Ricardo Duarte / S. C. Internacional

O Inter sucumbiu mais uma vez em clássico Grenal. A derrota para o Grêmio, ontem (16), de virada, fez a torcida ligar um alerta vermelho, tendo em vista que nesta semana o colorado tem confrontos importantíssimos na Copa Libertadores e a partida de volta, diante do tricolor, pelas finais do Campeonato Gaúcho 2021.

Nos últimos 14 clássicos, o Inter venceu apenas um, empatou cinco e perdeu oito, sendo metade das derrotas dentro do estádio Beira-Rio. Desde então, passaram cinco diferentes técnicos na casamata colorada, sendo eles, Odair Hellmann, Zé Ricardo, Eduardo Coudet, Abel Braga e agora, Miguel Ángel Ramirez. Porém, os números mostram que a insuficiência colorada em clássico Grenal não parte apenas por culpa da comissão técnica.

Ramirez, até aqui, comandou o time colorado em dois jogos, onde obteve derrota em ambas as partidas. Nos dois clássicos, podemos perceber um começo volumoso por parte da equipe do Inter. Melhor em campo que o Grêmio, o time aos poucos vai perdendo o fôlego e muitas vezes ficando apreensivo vendo a bola indo para fora, na trave ou o goleiro defendendo. É perceptível assistir no campo os jogadores colorados esgotados, em muitas oportunidades mentalmente, ao ceder gols bobos, viradas e fraquejando novamente para o maior rival.

A principal mudança, e mais necessária, para o grupo de jogadores colorados encararem a semana decisiva é ter a consciência que não podem se deixar levar por adversidades. Diante do Deportivo Táchira, na última terça-feira, notoriamente foi percebido o cansaço dos jogadores e erros por falta de concentração que culminaram a derrota. Diante do Grêmio, ontem, a ineficiência na saída de bola lenta desde o primeiro minuto da segunda etapa fizeram os jogadores gremistas crescerem no campo ofensivo e buscarem a virada.

Vale lembrar que, na quinta-feira, o Inter joga sua vida na Copa Libertadores diante do Olímpia, no Paraguai, e necessita sair com um ponto positivo para não se complicar ainda mais no Grupo B. Além disso, no domingo, mais uma decisão diante do Grêmio, desta vez na Arena, decidindo o título gaúcho. Nesta temporada, o grupo de Miguel Ángel Ramirez já demonstrou ter tido boas atuações. Porém, nas derrotas, o time vem se apegando em detalhes extra-campos que contemplam em uma análise nociva vista as falhas que devem ser corrigidas e/ou aprimoradas. Por fim, é importante os jogadores entenderem que há um projeto posto em jogo e apenas o tempo pode fazer o marasmo de sequências fracassadas em decisões, voltarem às antigas glórias que um dia vimos na Avenida Padre Cacique.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Inter

Edenílson se retrata após declaração polêmica e comenta trabalho de Ramirez: “Não posso criticar”
De saída: Os possíveis jogadores a serem negociados pelo Inter
Deixe seu comentário
Pode te interessar